Autor: dricoanjos

Divina comédia

images (7).jpgDante Alighieri(13 de junho 1265 a 14 de setembro 1321, Florença Toscana),autor de divina comédia um livro dividido em três partes (que não é nenhum pouco cômico) conta uma história que deve ser lida atentamente, canto por canto e sempre com cuidado para não perder algo.

Pois bem, Dante tem uma história muito triste, por brigas políticas da época e quando fora exilado começou a escrever seu famoso livro

Dividido em três partes, inferno, purgatório e céu, recebeu o nome de comédia por ter um final feliz ( na época o contexto de comédia significava que a história tinha um final feliz o qual na obra de Dante era o céu) a história é muito mais do que apenas a passagem de Dante por esses locais, mas também nos mostra a sua vida infeliz, que desde que fora exilado caiu em seu inferno, na obra dantes vê seus “inimigos” que fizeram seu exílio, e vê grandes personalidades históricas, como seu guia, Virgílio (grande poeta romano),  e outros poetas que estão no inferno(no limbo mais precisamente) por não terem conhecido a Cristo como seu salvador,  e com o nível de pecado aumentando, Dante vai descendo por nove ciclos, cujo o último é a traição ( que remete a quem exilou Dante de sua cidade, as pessoas em quem confiava e o delatara ), para Dante esse era o maior pecado

A divina comédia por ter sido muito detalhada havia colocado medo nas pessoas e assim aumentando o número de fiéis na igreja. Outra curiosidade é que foi uma das primeiras obras escritas em uma língua que não fosse o latim, e foi um marco para a literatura italiana. O poema sagrado de Dante até hoje influência as pessoas, como Dan Brown o autor de o Código da Vinci que escreveu um livro de nome inferno e é totalmente voltado pela passagem de Dante pelo submundo,  e esse ano ainda será lançado o filme baseado no livro de Dan Brown

Há muitas coisas para se falar de Dante e seu livro, mas deixo para vocês a curiosidade de procurar mais sobre a sua história

Então é isso, recomendo a leitura de Divina comédia, e ainda essa semana postarei a história do último condenado a guilhotina. Até mais

 

Anúncios

Não me esqueci

Aqui está a música para caso queiram conhece-la , tentem ouvir calmos e sozinhos , se colocando no lugar da pessoa , se imaginando lá, sinta a poesia da música.

Ela esta nessa qualidade por ter sido gravada em um show, e nada mais justo que seja o vídeo de quem eu ouvi pela primeira vez , procurem por melhor qualidade depois , apenas tentem entender a música nas mãos desse cara , o querido Fabio Lima

A l’aube Du Dernier Jour

Então aqui começamos ,

nada melhor do que explicar o nome que leva o titulo de nosso blog , a razão de sua criação e conteúdo que lhes será passado. Pois bem , a frase escrita em francês ,a l’aube du dernier jour, significa algo como “no inicio do último dia”, sim eu sei que o nome aparenta ser mórbido e estranho, mas já parou pra pensar quando foi o inicio do seu último dia? Já parou pra pensar o que passa na cabeça de uma pessoa que sabe a exata data , hora e local de sua morte? Como seriam suas emoções nesse último dia? Esse é o sentimento que a música de Francis Kleynjans , com sucesso devo dizer, nos transmite, e se torna mais real ao saber de sua inspiração, um homem foi condenado a morte na França, e sua morte seria a última condenação pela guilhotina ( a pena de morte pela guilhotina existiu na França até o fim dos anos 70), essa música , que é tocada apenas por um violonista ( sim violonista é aquele quem toca violão , não confundir com violinista), que provavelmente teve anos e anos de estudo para aprender a toca-la , a música consegue passar em modo poético a sensação de desespero no inicio , vendo que sua hora se aproxima , o momento em que ele é retirado da cela, o avistamento da guilhotina , suas lembranças , e por fim sua morte. Tudo de forma tão assustadora e medonha que não importa em que você acredita , lhe faz pensar 3 vezes antes de querer a condenação de algum malfeitor, ou até mesmo em extremos casos a sua.

Então , qual será o conteúdo aqui postado? Minha visão de historias/estórias , das quais acho que valem a pena ser contadas , ouvidas , e recontadas, pretendo aqui trazer o sentimento a vocês , fazer com que sintam as emoções e sentimentos assim como na música de Kleynjans, por hoje faço apenas apresentações , mas o mais rápido possível e com a melhor qualidade que eu tenho o dever de trazer-lhes , contarei aqui para vocês casos como o de Niccolo Paganini mestre violinista(agora sim o do violino) quem me dera o gosto pela musica clássica , minha jornada ao lado de Dante e sua infeliz descida ao inferno seu trajeto ao purgatório e redenção no céu, e o momento que me senti no Inicio do último dia!

Adriano dos Anjos Simões

Agradecimento especial ao Professor Max, que nos dera o melhor trabalho escolar de todos. Valeu pelo incentivo

 

Tentarei o mais rápido possível enviar meu relato de meus sentimentos da música